Sobre as pessoas a quem amamos...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011


Amar não é uma tarefa fácil. Certamente pode ser uma tarefa muito prazerosa, mas isso não quer dizer que seja fácil. Talvez um dos pontos principais a respeito do amor, e das dificuldades que ele nos traz, é que nós não escolhemos a quem amar. Simplesmente amamos sem olhar a quem.
Sinto que há um quê de injustiça nisso, se é que me entendem. Você pode amar enlouquecidamente alguém que te despreza, e desprezar a quem tanto te ama. E, não, não dá pra simplesmente trocar. O amor não é substituível. E sim, você pode amar alguém a quem odeia. Ou alguém a quem, em tese, você deveria odiar.
As pessoas a quem dedicamos nosso amor tem um incrível poder sobre nós. Elas podem nos machucar ou nos fazerem felizes. Mas, assim como não dá pra escolher a quem amar, não dá pra prever quem vai ser confiável o bastante pra ter direito a tanta dedicação.
De certa forma, amar parece um jogo de sorte ou azar. Não dá pra adivinhar. Você se joga, se arrisca. Querendo ou não, o amor te faz entrar num labirinto, e não dá pra saber o final sem ter percorrido todo o caminho.
Não dá pra controlar o amor. Nem diminuir. Nem sequer aumentar. Ele escolhe você. O amor simplesmente escolhe você. E quer saber, amigo? Quando ele te escolher, você não tem outra alternativa. Só desejar a si mesmo: “boa sorte!”. É o que eu desejo também.

10 comentário(s):

  1. Pathy disse...:

    O amor simplesmente acontece.

    Concordo com vc sobre a injustiça do amor. E todo o resto, na verdade.
    O amor é lindo. Acho que achamos injusto pq, realmente o que ele faz é amar totalmente. E não é pra ser assim? Coisa mais bonita.

    Lindo texto.

    p.s. eu te amo ;)

  1. Ronni disse...:

    Sabe, mais do que um sentimento, para nós, cristãos, amar é um dever.
    Portanto, nem sempre ele é fácil.
    Mas, na maioria das vezes, vale a pena e se não vale, devemos amar mesmo assim.
    Incompreensível, insano. Mas possível de se fazer.
    Às vezes, o amor corta como uma faca, mas traz em suas asas o poder de cura!
    Ótimas reflexões.
    www.ronnianderson.blogspot.com

  1. Pepe Léo disse...:

    "Sinto que há um quê de injustiça nisso, se é que me entendem. Você pode amar enlouquecidamente alguém que te despreza, e desprezar a quem tanto te ama. E, não, não dá pra simplesmente trocar."

    morto feat. enterrado.
    Porque você me fez ler este isso hoje, JUSTO HOJE?

    Está dentro da minha cabeça e não me disse nada, neah? AHAZÔ.
    Vou te matar, te empalhar e pendurar na minha sala, SUA LINDA!

  1. . Rebeca ♪ disse...:

    palavras PERFEITAS!
    pode ser complicado, dificil, até estressante as vezes. mas o fato é que a gente PRECISA dele! rs

    bjo! amo tu.

  1. monise carla disse...:

    Lindo texto nine *--*
    boa sorte pra mim? AHUEHUAHAE
    pareeei.

    beijo. ;*

  1. kéuleal disse...:

    Lindo texto! Amei!

  1. Gui disse...:

    Ótimo texto! Se eu fosse definir o amor em uma só palavra, acho que seria "arriscado", rsrs. A gente pode abraçar o amor e ser feliz para sempre, ou acabar criando uma ferida que dure para sempre. Mas o que podemos fazer, se não arriscar? Se quando o amor aparece a batalha já está perdida e não da pra lutar?

  1. Gui disse...:

    Ahh, e já ia esquecendo. Quero um dado desse XD kkkk

  1. coisasdetai disse...:

    Obrigada pela visita e pelo comentário no meu blog! :D

    Bem, quando ao seu post, só tenho que dizer: você escreve incrivelmente bem! Uau!
    Já tentei controlar o amor...não deu (rs). Quando Deus decide plantar o amor no nosso interior, fim de conversa!

  1. geêsoares disse...:

    Lindo texto :D
    palavras mais do que certas.