Das pessoas...

domingo, 6 de setembro de 2009
Ontem encontrei uma amiga que há muito eu não via. Esse encontro me fez pensar em algumas coisas.
Como as pessoas se perdem de nós? Como nós nos perdemos das pessoas? Deixamos as pessoas ir ou elas apenas se vão de nós? Nós as deixamos ou são elas quem nos deixam? O que faz isso acontecer? A distância que nos separa? As nossas concepções individuais? Ou será que apenas os caminhos se tornam diferentes? Levando-nos a outros lugares, a vida sempre seguindo. Nós mudamos. As pessoas mudam. As idéias mudam. Aquilo que nos move passa a ser diferente do que move o outro. Caminhamos juntos, enquanto caminharmos pra mesma direção. Em alguma curva da vida, simplesmente somos levados a um novo rumo. Mas será que olhamos pra trás? Verificamos aqueles que ainda nos acompanham, aqueles que andam com passos mais lentos, atrás de nós? Talvez nós apenas sigamos em frente, ávidos por aquilo que nosso coração busca, e assim, sem perceber, acabamos por perder as pessoas pelo caminho. E assim tudo muda, assume novo tom, coisas que consideramos tão importantes perdem o sentido. Palavras que foram ditas, sentimentos que, de súbito, deixaram de arder em nós. E para onde vamos? A vida não pára. A estrada não acaba, há sempre mais para onde ir, mais coisas pra ver. Haverá sempre mais pessoas. Haverá sempre mais palavras. Haverá sempre mais fogo a arder, mais sonhos, mais promessas. As promessas. O sentimento que faz com que surjam, cresçam, e no fim, morram silenciosas em nós. Sem dor, elas apenas são esquecidas num canto, e solitárias, acabam morrendo. E renascem num novo tempo, numa outra estação, num novo sentido, em outras pessoas, nas nossas lembranças.

6 comentário(s):

  1. cintia alves disse...:

    Nine...amei teu blog!
    Passearei mais vezes por esse lugar....
    Continue a escrever!
    Fica na Paz.

  1. Leandro Neri disse...:

    Isso é estranho mesmo!
    As pessoas entram e saem das nossas vidas e, na maioria das vezes, a gente nem sabe dizer como aconteceu...
    Pensei sobre isso essa semana e lembrei de fatos e pessoas e perguntei: "Deus, onde foi que tudo virou uma bagunça?"
    É tão duro perceber que pessoas que sonharam e fizeram planos com você simplesmente escolheram outros sonhos pra sonhar, outros planos pra traçar...
    Mas enfim... "A estrada é longa e você tem que seguir... Pra chegar até o fim, não vale desistir..." =]

  1. Pathy disse...:

    Lindo texto!
    Sobre isso: acho que a vida é realmente cheia de pessoas que vem e vão...nós nem percebemos...até que chega uma hora em que, se não temos perto de nós aqueles que pareciam que iam estar lá o resto da vida, as coisas parecem um pouco fora do rumo...por uns instantes...aqueles sonhos que não sonhamos mais...qnd foi q deixamos? Qnd foi que as pessoas deixaram de ser as nossas pessoas?
    Eu só sei que eu acredito que algumas pessoas vão estar sempre no mesmo caminho que o nosso. De uma forma ou de outra, vão estar lá. Ah, eu realmente creio nisso.

  1. André disse...:

    ^^ O mais engraçado é que eram pessoas que eu chegava a pensar que jamais deixariam de fazer parte da minha vida... Pessoas essenciais até aquele momento... E então... NADA! Acaba e nem percebemos realmente, como vc bem disse... Outra pessoas aparecem, algumas voltam... Isso é tão incrível!
    Como sempre, lindíssima reflexão meu bem! Saudade!

    =*

  1. Thaynara disse...:

    Eita,linda a forma como foi exposta aqui...Eis aí a máquina da vida,como uma engrenagem que se encaixa perfeitamente.Muitas vezes é preciso trocar uma peça aqui e outra ali pra que a máquina continue em perfeito estado...Há tbm aquelas peças que nunca são trocadas,pq simplesmente não precisam ser trocadas,estão sempre em perfeito funcionamento. Há peças que sem percebermos trocamos,eu simplesmente se soltam e nem por isso a máquina deixa de funcionar. Penso nisso tudo como pessoas,elas vem e vão,e o tempo que estão em nossas vidas é o necessário. Talvez um dia olhemos pra trás e lembremos dessas pessoas e pensaremos com nossos botões: "Foi com com essas pessoas que vivi os melhores anos da minha vida"...talvez isso doa bastante,mas foi o tempo necessário...

    [perdão,quase uma nova postagem aqui..rsrs...é que eu não consigo fazer comentário pequenos :S ]

  1. Marenildo disse...:

    É Alline são os detalhes da vida.Belas Palavras. Um outro dia também me peguei pensando sobre isso. Me indaguei porque tantas pessoas foram tão próximas e hoje estão tão distantes... invadiu-me um certo sentimento de tristeza. Mas, depois deparei-me com lembranças de pessoas que fizeram parte da minha história há quase 30 anos e que hoje ainda estão por perto e que provocam turbilhões de alegria e festa quando nos encontramos... pessoas que marcaram... pessoas que ficaram... e esse novo sentimento me fez ver que vale apena continuar investindo em relacionamentos.. em vidas.
    Abração, Pr. Marenildo Jr